Pequenas Empresas Grandes Negócios: Floricultura aposta em máquinas de flores para se tornar a maior do Brasil

Acompanhar as inovações do setor de floriculturas sempre foi um desafio paraEsalflores, fundada por produtores rurais de Holambra (SP), que escolheram o mercado paranaense para abrir sua loja própria em 1996. Com três lojas físicas em Curitiba, a empresa tem hoje mais de 70 funcionários e o fluxo de flores e arranjos em datas comemorativas pode chegar a até 3 mil entregas por dia.

Bruno José Esperança é filho dos fundadores da empresa, Antonio Esperança e Elisa Alves. Formado em Administração de Empresas, o empresário foi o responsável por trazer a tecnologia das flower machinesdiretamente da Itália, e espalhar por sete aeroportos do Sul e do Nordeste, expandindo a área de atuação do negócio.No mesmo formato das vending machines de refrigerantes e salgadinhos já populares no Brasil, a máquina permite aos clientes comprar as flores a qualquer horário do dia, pelo preço habitual, sem ter a necessidade de ir até uma das lojas.

O caminho das flores

De acordo com o empresário, alguns tropeços o fizeram entender a importância de examinar com cuidado os riscos antes de tomar qualquer decisão. Em uma de suas primeiras iniciativas como funcionário da empresa, em 2002, Esperança sugeriu dobrar a produção de flores para o Dia dos Namorados, que no ano anterior havia sido um grande sucesso de vendas.

“No dia dos namorados de 2001 nós esgotamos o estoque em poucas horas, então achamos que seria uma boa investir nisso, mas não tínhamos nos tocado que em 2002 o Dia dos Namorados cairia no meio de um feriado prolongado, e não havia ninguém em Curitiba. Tivemos um prejuízo enorme”, diz.

O fracasso de vendas e o alto investimento feito para a ocasião prejudicaram os planos da empresa, que estava construindo um novo escritório comercial em Curitiba. “Aquilo nos colocou no buraco e tivemos que parar a construção do prédio. Sentimos o efeito por três anos, e isso me mostrou a importância do planejamento no mundo dos negócios. É sempre necessário ter um plano A e um plano B”.

A lição serviu para que, ao lado de seu pai, Esperança planejasse com cuidado o maior investimento feito pela empresa sob o seu comando, a modernização da loja principal, em 2014. “Juntamos ideias de inovação para nossa loja durante 10 anos. Visitei mais de 50 lojas nos Estados Unidos e na Europa para pegar algumas referências, e investimos cerca de R$ 2 milhões na reforma”, diz.

Com 3 mil metros quadrados, a ideia do diretor foi criar um ambiente confortável para os clientes. “Queria que as pessoas passassem pela nossa loja para passear, e não só fazer compras. Temos um lago dentro da loja, um café e um espaço onde o cliente pode fazer sua própria plantação”, explica.

Apesar de não revelar o faturamento, Esperança afirma que a Esalflores é hoje a maior floricultura e garden center na região Sul do país, e as máquinas de flores foram o opção escolhida pelo empresário para dar início à ampliação das atividades da empresa.

“Pesquisamos muito sobre a situação do mercado hoje e acreditamos que era muito cedo para começar o modelo de franquias. Não é algo que eu descarto, mas é necessário ter muito claro qual será o faturamento do franqueado e em quanto tempo ele virá, coisa que ainda não temos. Decidimos que a melhor maneira de atingir outros estados seria com as flower machines”, afirma.

O valor investido pela empresa foi de R$ 1 milhão para trazer a tecnologia da Itália. As máquinas contam com um sistema de refrigeração e umidificação que consegue aumentar em 30% a durabilidade das flores, que são vendidas a partir de R$ 7,90.

Já é possível encontrar as flower machines em aeroportos de Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Recife (PE), Fortaleza (CE), Aracaju (SE) e João Pessoa (PB). Além disso, duas lojas físicas estão em construção em São Paulo (SP) e Recife. “Nossa meta é até 2020 se consolidar como a maior empresa da área de floricultura do Brasil, mas acho que vamos conseguir isso ainda mais rápido”, afirma.

Fonte: http://revistapegn.globo.com/Banco-de-ideias/noticia/2015/12/floricultura-aposta-em-maquinas-de-flores-para-se-tornar-maior-do-brasil.html?utm_source=facebook&utm_medium=social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *